Na noite de 5 de abril a ESPM-Sul recebeu o jornalista e professor da ESPM-SP Andre Deak, que palestrou para os estudantes sobre “Novas Linguagens do Jornalismo e Sustentabilidade de Produções Digitais”. Ele abordou temas como crowdfunding, transmídias e newsgames. Andre trabalha há mais de 15 anos com jornalismo multimídia e é responsável por projetos como o Street Art Project, desenvolvido para a empresa Google; o Memórias da Ditadura, criado para a Secretaria Nacional de Direitos Humanos; além do Mapas Afetivos, o Laboratório da Cidade e o Liquid Media Lab.

Na palestra, o jornalista ressaltou a dificuldade que os profissionais da área enfrentam para financiar seus projetos, que além de patrocínio necessitam do trabalho de profissionais como programadores, designers, publicitários e etc. Uma alternativa é o crowdfunding, que reúne pessoas interessadas em um mesmo projeto, fazendo com que elas contribuam financeiramente para viabilizá-lo. O palestrante cita como exemplo o webdocumentário “Hollow”¸ que relata o desaparecimento de 80% da população do Condado de West Virginia, em 50 anos.

Andre ainda mostrou os newsgames. Mais do que apenas jogos online, os newsgames são desenvolvidos para unir informação com entretenimento, como por exemplo, o jogo “Filosofighters”, da revista Superinteressante, que trazia personagens da filosofia combatendo entre si, com seus ideais particulares e visões do mundo.

Após o fim da palestra, o jornalista ainda respondeu algumas perguntas à HUB ESPM. Uma delas era explicar o que podemos entender por “transmídias”. Ele explicou, como exemplo mais prático e contemporâneo, a Marvel, que possui várias histórias em diversas mídias (HQs, revistas, filmes, séries, etc.) mas que contemplam um mesmo universo, ou seja, a transmídia, que é a distribuição das partes de uma mesma história em diversos formatos.

A outra pergunta foi relacionada ao crowdfunding. Andre afirma que há um veículo especializado em financiar pautas, o site “O Sujeito”. Como exemplo prático, relatou o caso da jornalista Natália Garcia, que criou o projeto “Cidade para Pessoas”, com o objetivo de explorar histórias de superação de pessoas nas cidades e como estas se relacionam dentro desses ambientes, sendo este projeto o primeiro e bem sucedido caso de crowdfunding no Brasil.

A palestra foi realizada durante a Semana do Jornalista da ESPM Sul, evento que reuniu profissionais para discutir as diversas formas de fazer jornalismo.

Confira a reportagem:





Topo