João José Forni iniciou o primeiro dia de palestras da 5ª Semana do Jornalista no auditório I da ESPM-Sul. O assunto abordado por Forni foi Gestão de Crises e Comunicação Corporativa, tema sobre o qual publicou um livro e ganhou o Troféu Cultura Econômica 2013.


Forni começou a palestra falando sobre diversos tipos de crises, relacionadas à política e a desastres naturais. Usou como exemplos a tragédia da boate Kiss em Santa Maria (RS) e os deslizamentos no Rio de Janeiro. Explicou que desastres naturais exigem mais competência no gerenciamento de crises. "A crise tem essa característica: ela causa um choque na hora, ela mexe com o emocional.", comentou Forni sobre os acidentes.

Para diretora do curso de Jornalismo, Janine Lucht, foi importante a presença de João Forni na Semana do Jornalista. “Trazer à ESPM-Sul um profissional do ramo de gerenciamento de crise e riscos como João José Forni ao cenário jornalístico é relevante pois é um assunto muito retratado atualmente e que, talvez, a ESPM seja uma das únicas faculdades que relata esse assunto como matéria.”, declarou.

O palestrante mencionou a importância da comunicação da empresa com o stakeholder, destacando como exemplo o escândalo de estupro envolvendo candidato à presidência da França Dominique Strauss-Kahn. As acusações resultaram na sua prisão e no fim de sua carreira política. “A crise é sempre uma ameaça à reputação.”, afirmou Forni.

Também foi mencionada pelo palestrante a integração entre gestão e tecnologia. Forni afirmou que, hoje, qualquer pessoa pode expor outra online, por meio do fácil compartilhamento na internet. João Forni completou dizendo que “as crises na rede merecem respostas na velocidade da crise.”.

A coordenadora de TCC’s da ESPM-Sul, Ângela Ravazzolo, gostou da abordagem da palestra. “Uma das coisas que ele falou que eu acho importante para o jornalismo é que antes de tomar uma atitude, é importante a gente se certificar dos fatos e informações, ir atrás disso com muita precisão e rigor. Hoje a gente vive em um imediatismo na internet que é inevitável. Então é preciso cuidado e respeito pelas informações.”, destacou.

Forni abordou, por fim, o tema da gestão de riscos, que tem como objetivo preservar a vida humana e identificar os riscos que podem resultar em alguma crise. “O pior momento de fazer o gerenciamento de crise é durante a crise.”, explicou.

Confira a reportagem da HubNews

Topo