No último domingo, a equipe da Hub, agência experimental de jornalismo da ESPM, teve a oportunidade de participar da cobertura das eleições do Grupo Bandeirantes. Os estudantes foram divididos entre as redações de rádio, de televisão e de redes sociais. Os alunos viram de perto o que cada uma das redações faz durante um importante dia como o da votação de primeiro turno. Mais do que isso: produziram material sob a orientação de jornalistas que trabalham na emissora. No digital, os estudantes foram responsáveis por produzir stories para o Instagram da grupo, registrando os momentos de chegada dos candidatos ao Governo do Estado à redação e suas entrevistas à Rádio Bandeirantes. Além disso, eles ouviam a rádio em busca de declarações dos candidatos que pudessem ser publicadas no Twitter do grupo. “Como estávamos nas redes sociais, eu tinha medo que fosse um pouco parado”, disse a aluna do primeiro semestre Giovanna Sommariva sobre sua experiência. “Mas eu cheguei e logo começaram as apurações e foi tudo muito dinâmico. Depois, assim que saíam os resultados eu já tinha que postar rapidamente.”
A equipe que a acompanhou a cobertura eleitoral na redação da televisão auxiliou na apuração. Os alunos monitoravam redes oficiais de órgãos como a Brigada Militar, procurando notícias relacionadas às eleições. A estudante Rafaela Knevitz, do segundo semestre, destacou a importância para sua carreira “Toda a experiência acrescenta no meu currículo. No futuro, quando precisar lidar com a correria, eu já vou saber o que fazer. Especialmente em algo tão importante como as eleições”.
Na rádio, os estudantes da HUB trabalharam junto com a produtora. Eles ajudaram na monitoração da live feita no Facebook, onde as entrevistas com os candidatos foram transmitidas em vídeo. Assim, os alunos ajudavam a cronometrar o tempo dos candidatos e também a organizar as câmeras. Para a estudante Júlia Barros, segundo semestre, a experiência foi surpreendente. “Eu pude acompanhar de perto como é trabalhar com rádio e ver por meio dos bastidores toda a correria e emoção de uma grande cobertura.”
Topo