O Animextreme ocorreu nos dias 16, 17 e 18 de outubro. É um evento para quem curte games, cosplays, RPG, clubes e cards. Uma das atrações do evento são os cosplayers que homenagearam personagens de mangás, games e do cinema.

A estudante de Moda, Julia Pilati, estava vestida com o cosplay de Maid Francesa e aproveitou para recepcionar as pessoas no camarim do Animextreme. “Venho sempre para trabalhar. É um evento único de experiências. Ele traz mais gente nova e faz as pessoas conhecerem o universo cosplay”, acrescentou.

Outra atração do evento são as lojas. No Centro de Eventos da FIERGS era possível adquirir canecas, moletons, máscaras, toquinhas, camisetas, anéis, e colares. Além disso, para a alegria dos fãs, são encontrados acessórios de Harry Potter, South Park, Adventure Time, etc.

Nas salas temáticas, cultura japonesa é destaque. A loja vende laços, colares, pulseiras, sapatos, saias, meias, luvas, bolsas, e coroa de flores. Vendedora da loja e estudante de Engenharia, Andressa Nangan, gosta do Animextreme. “Estamos voltando com a loja depois de três anos. As pessoas estão sendo muito atenciosas conosco”, destacou.

Já a área dedicada a Star Wars tinha para vender bloco de notas, adesivos, bottons, camisetas, chaveiros, marcadores de página, pôsteres, relógios, e sacolas. Tudo para agradar os fãs da saga criada por George Lucas.

No fã clube do Dragon Ball Z, que possui mais de 8 mil membros, era possível encontrar chaveiros, camisetas, e bottons. “É o nosso segundo ano aqui. Desta forma, conseguimos mais atenção para o fã clube”, afirma o gerente, Arthur Isnardo.
Clube do Walt Disney foi uma atração para crianças de todas as idades. No local, era possível comprar desenhos para colorir, almofadas, bonecos e DVD’s. “Venho no evento há mais de 10 anos. É legal porque reúne o pessoal da cultura pop, que gosta de desenho, de filme e cosplay”, salientou participante Fábio Panta.

Quem gosta de terror não ficou decepcionado com o espaço, que iniciou em 2008, dedicado à série Supernatural. A sala temática vende camisetas, xícaras, livros e almofadas. A técnica de informática e participante do fã clube, Angel Sak, quando está no Animextreme se sente numa reunião de família. “Faz 6 anos que viemos. Aqui, conseguimos muitos amigos”, explicou.

Para os fanáticos por games, o espaço nintendista no Animextreme foi uma atração à parte. O Grupo Nintendista aproveitou para vender ursinhos e chaveiros. “Há dois anos participando do evento, podemos ver a dimensão que ele tem. É o maior do Rio Grande do Sul”, salientou organizador do grupo e estudante de Letras, Marcos Vargas Silveira.

Para quem está ansioso pelo final da saga Game of Thrones, a sala temática que homenageia o universo criado por George R.R. Martin, pode ser um momento de alívio. No local, é possível comprar broches, camisetas, almofadas, livros, cintos, e anéis dos sete reinos de Westeros. A coordenadora do fã clube e estudante de Letras, Bárbara Cardoso, gosta de conhecer gente nova no evento. “É legal conversar com o pessoal e trocar experiência, conhecer gente com os mesmos gostos”, afirmou.

Os quadrinhos não poderiam ficar de fora do AnimeExtreme. O fã clube da Liga Comics foi criado para quem gosta de arte sequencial. Ele oferece quadrinhos, carrinhos da hotweels, broches. “Esse é um lugar para as pessoas se encontrarem e se identificarem”, disse quadrinista e participante do fã clube Fábio Martins.

Já sala temática Taberna Eólica apostou em três sagas diferentes. O local tinha referências de sagas de livros, como por exemplo, Percy Jackson, Harry Potter, Jogos Vorazes e O senhor dos Anéis. “As salas daqui são mais elaboradas do que nos outros eventos”, acredita a participante da Taberna, Ana Schneegelow.

Para quem estava no Animeextreme “sem querer, querendo” o fã clube da Turma do Chaves chamava atenção. O grupo, que estava participando pela primeira vez, faturou com a venda broches e chaveiros. “A harmonização este ano está diferente e tem mais trânsito”, observou o participante do fã clube, Alessandro Magalhães.

Por último e não menos importante, o fã clube do game Diablo vende almofadas, mousepads, e camisetas. “O interessante nesse lugar é a heterogenia cultural”, falou o participante, Lucas Augusto.
Topo